Pastores

Conheça os pastores da Igreja Batista Maanaim

FJun1

Pastor Caio e Pastora Raquel Posella

Caio é pastor e engenheiro. Raquel é pastora, psicóloga (aposentada) e escritora. Casados desde 1974, tem três filhos: Caio Bruno, Thalita e Rebecca. Dois netos: Matheus e Rafael. Moram em Alphaville desde 1990.

Caio converteu-se plenamente no dia 9 de janeiro de 1981, após a cura milagrosa de sua filha Thalita, que nasceu com uma doença incurável, chamada disfunção cerebral. Após quatro anos e meio sem dormir foi curada no dia 9 de janeiro de 1981.

No dia 27 de maio de 2000 foi inaugurada a Igreja Batista Palavra Viva, em Alphaville e, após um ano, a igreja emancipou-se, tornando-se Igreja Batista Maanaim, sendo ainda ligada à sede, em São Paulo.

Hoje, Caio e Raquel, juntamente com outros pastores, tem estado à frente desse ministério na ministração da Palavra de Deus e formação de líderes. No primeiro semestre de 2015, a Igreja Batista Maanaim fundou uma congregação em Barueri, que é pastoreada pelos pastores Gilson e Helton.

228113_341715979254779_1838310404_n

Pastor Carlos e Pastora Denise Campano

Pastor Carlos Campano e Pastora Denise Campano são pastores na Sede da Igreja Batista Maanaim. Tem dois filhos: Rebeca e Junior. Moram em Alphaville.

 

sayeg-e-iara

Pastor Alberto H. Sayeg

Pastor, administrador de empresas e empresário de software. Casado com Iára Sayeg desde 1988. Tem três filhos: Tatiana, Luiz Felipe e João Victor. Atualmente mora na região de Cotia-SP.

No início de 2005, se converteu. Começou  a frequentar a Igreja Batista Maanaim, onde permanece até hoje. Estudou por 2 anos no Instituto Bíblico e em dezembro de 2011 foi ungido pastor na Igreja Sede.

Participou da elaboração do livro “Creia”, de cunho evangelístico, juntamente com outros pastores.

Em João 8:32 está o versículo que mudou a sua vida: “E conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará.“.

“E este é o meu desafio, falar da Verdade – Jesus – para que muitos creiam e sejam libertos.” (Pr. Sayeg)

Marcelo

Pastor Marcelo Silveira

Pastor e professor de Educação Física. Casado com Dimig desde 1997, tem uma filha: Ana Luiza. Mora em Alphaville.

Nasceu em um lar evangélico e entregou sua vida a Jesus aos 13 anos, quando também foi batizado. Deus o tem presenteado com algumas composições, e delas, resultaram dois trabalhos musicais: “Renovo” (1996) e “Bendito é o Senhor” (1999). Em 2004 recebeu uma direção do Senhor para fazer parte da Igreja Batista Maanaim. “Aqui temos crescido, aprendido e desenvolvido os talentos e dons que Deus nos deu.” (Pr. Marcelo)

Foi ungido Pastor no dia 02 de setembro de 2012, na igreja Sede. “Tenho um enorme desafio pela frente: aprender a cuidar de ovelhas. Costumo dizer: “pregar é fácil; viver é difícil”.” (Pr. Marcelo)

“Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre os teus rebanhos. Porque o tesouro não dura para sempre; e durará a coroa de geração em geração? Quando brotar a erva, e aparecerem os renovos, e se juntarem as ervas dos montes, então os cordeiros serão para te vestires, e os bodes para o preço do campo; e a abastança do leite das cabras para o teu sustento, para sustento da tua casa e para sustento das tuas servas”. Provérbios 27: 23-27
IMG-20141116-WA0000

Pastor Carlos Eduardo Martins

Pastor e Administrador. Casado com Marcia desde 2006, tem um filho: Carlos Magno Sanches Junior. Mora em Santana de Parnaíba-SP.

Cresceu em um lar católico. Aos 14 anos vivenciou algo que parecia impossível em sua família, a separação dos seus pais. Isso aconteceu justamente no dia do aniversário da irmã caçula. Morou durante mais ou menos um ano com sua mãe e irmãos na casa da avó materna. Em seguida, moraram de aluguel em frente de uma igreja evangélica pentecostal. Anos mais tarde sua família mudou-se para casa própria. Em Abril de 2005 começou a namorar e todos os domingos a Márcia ia para a Igreja. Certo dia ficou curioso em saber como era a tal igreja de “crente”, pois só ouvia as pessoas falando mal. No primeiro dia achou tudo meio estranho, mas a partir daquele momento sentiu algo diferente. Passou a frequentar todos os domingos e no dia 22 de Agosto de 2005, tomou a maior decisão da sua vida: entregar-se para Jesus Cristo e se batizou. “A partir daquele momento minha vida tomou outro rumo, não pelo batismo, mas pela minha decisão de morrer o velho homem e nascer um novo homem. De fato foi isso que aconteceu em minha vida: “As coisas velhas ficaram para trás e Jesus fez tudo novo”.” (Pr. Eduardo)

“Não importa o quanto a vida possa parecer difícil algumas vezes, há um preço para se cumprir a perfeita vontade de Deus. O dia da recompensa sempre chega. E olhando para trás podemos dizer com alegria e gratidão que o preço não é maior do que a graça de Deus.” (Kenneth E. Hagin)

foto  igreja

Pastor Getúlio

Pastor consagrado em maio de 2016, é pastor da Igreja Batista Maanaim – Congregação em Barueri.

Militar, casado com Flávia desde 1998, pai de Daiane, Pâmela e Evelyn. Nascido em lar evangélico e criado na Escola Bíblica Dominical (EBD), contudo o exterior não refletia o interior e assim trilhava o caminho da hipocrisia. A honra a Deus era  simplesmente com os lábios, mas o coração distanciava-se, vaidade da religiosidade.
Aos doze anos, deixei-me envolver pelas más conversações (1 Co 15:33), o que agravou minha pecaminosidade. Os conselhos dos ímpios me levaram a  fugas escolares, conversas maliciosas, irresponsabilidades, roda de escarnecedores e por fim total descompromisso com Deus, apesar de religiosamente estar em todos o cultos. Minha pré-adolescência foi marcada pelo descontrole emocional e palavras ofensivas faziam parte de minha rotina. O religioso ímpio (eu) naquele ano reprovou direto na escola, verdadeiramente o fracasso nos estudos se deu por pecar!

Certo domingo de madrugada tive um pesadelo com o diabo.  Estava em uma estrada de terra que dava de frente a um galpão, de lá saia Satanás, enorme. Corria desesperadamente e o diabo em suave caminhada alcançava-me segurando em meu braço e nem com toda minha força movia um dedo de sua mão. Por três vezes seguidas este pesadelo se repetiu, sendo uma vez já dia! Ao despertar do último pesadelo, concluí  que meu estilo de vida dava plena autoridade a Satanás sobre mim. Deus queria seriedade da minha fé e decidi isto naquele momento. No meu íntimo veio  a pergunta: “Até quando sua mãe terá que lhe chamar para ir à minha Igreja?”

Naquela manhã de domingo, após aqueles pesadelos, o novo adolescente renascia! Em minha casa eu era o primeiro a levantar e chegar na EBD. A Bíblia passou a ser o meu livro de cabeceira e desde então tenho me conduzido por ela. Deus começou a me abençoar nos estudos e com treze anos fiz meu primeiro concurso profissionalizante, obtendo a décima colocação de 500 candidatos. Aos quatorze anos, Deus deu-me a graça de ser selecionado para trabalhar em uma Grande Empresa no Sul de Minas Gerais, com o salário que pôde cobrir minhas despesas pessoais e possibilitar alívio financeiro sobre meus pais.

A partir de então, o Senhor pouco a pouco começou a trabalhar minhas emoções e passei a ser mais manso e pacificador, a honrar com admiração meus pais a medida que amadurecia.

Deus endireitou meus caminhos, conduziu meus passos. Seu amor me constrange a segui-Lo, e “…uma coisa faço, esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”