Eu tenho um propósito?
Por Cari Silva
pexels-photo-207489

Um judeu, em sua terrível experiência em um campo de concentração, observou vários dos seus colegas e percebeu que aqueles que tinham um “por quê” viver e sabiam o sentido da sua vida, independente da circunstância atual, passavam pelas pressões mais firmes do que os que tinham perdido ou talvez nunca tivessem encontrado esse sentido, esses beiravam ao desespero a ponto de darem fim à sua existência. Esse judeu, Victor Frankl entendeu a importância de encontrarmos um sentido para a vida e criou uma teoria que até hoje ajuda muitas pessoas em suas angústias.

Não estamos soltos no mundo, no acaso como dizem, pois Deus criou tudo com sentido e propósito. O vazio e a angústia do ser humano, possivelmente parte da sua falta de conhecer e viver o sentido original para sua vida.

Inventar um sentido não soluciona o vazio nem ameniza a angústia. Existe um propósito para a vida e só seremos plenamente satisfeitos quando o estivermos vivendo.

O desconhecimento e, consequentemente, a não realização do propósito nos causa insatisfação: não nos sentimos felizes no trabalho, nos relacionamentos, com o que possuímos e sempre queremos ter mais.

Uma vida com propósito não combina com uma vida de insatisfação.

Talvez a grande questão não é saber se o que fazemos hoje é o que fomos criados para fazer, mas saber se a forma com que vivemos está dentro do propósito de Deus, independente do que você faz hoje.

Um dos maiores propósitos de Deus para o ser humano é relacionamento. A trindade desfrutava da alegria da comunhão e decidiu compartilhar isso com a criação: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança” (Gn 1:26). Deus nos convidou para participar do relacionamento com o Pai, Filho e Espírito Santo.

O homem longe do relacionamento com Deus não encontra o sentido verdadeiro para sua existência.

Não somos um acaso, Deus planejou nosso nascimento. “Antes mesmo de o meu corpo tomar forma humana, o Senhor já havia planejado todos os dias da minha vida; cada um deles estava registrado no seu livro, antes de qualquer um deles existir.” (Sl 139:16).

Antes de Thomas Edison criar a lâmpada, ele já tinha definido o seu propósito em seu coração. E apesar de ter falhado muitas vezes, não se perdeu na sua criação. Ele não criou para depois definir algum propósito para o objeto criado. Primeiro ouve um sonho, um propósito e depois a realização da criação.

O sonho de Deus foi “Façamos o homem” e a realização veio logo em seguida “E criou Deus o homem à sua imagem e semelhança”.

Deus já estabeleceu um plano perfeito para nossa vida antes de colocar suas mãos no barro e nos criar.
Deus quer que você seja cheio de vida!!!
Viva em Deus o seu propósito. Ele sabe o que faz!