Nunca imaginei conhecer a Deus da forma como eu conheço hoje!
Por Gabriel Bombardi

paisagem-2086

Meu testemunho não é de cura, de milagres, de acontecimentos sobrenaturais, mas é um testemunho verdadeiro, sincero, de reconhecimento de que eu não me imagino em outro lugar a não ser perto do Senhor!

Meus pais são católicos (sempre acreditaram em Deus, em Jesus) e eu cresci sem seguir a religião. Nunca fui ligado a isso, mas via meus amigos que já tinham feito 1ª Comunhão, por exemplo, e me sentia “atrasado”. Eu achava que o normal para todo mundo era seguir rituais religiosos. No entanto, meu pai não me obrigou a nada… na verdade acho que foi por “descuido” dele. De qualquer forma, não passava pela minha cabeça que existiam outras “coisas” além do catolicismo.

O tempo foi passando e cheguei ao Ensino Médio, onde eu tinha os meus amigos, pessoas que eu gostava muito. Repeti o 1º ano e foi quando eu fiz essas amizades que são queridas até hoje pra mim. O 2º ano, então, foi maravilhoso e quando as aulas estavam terminando, meu pai perdeu o emprego e me disse que eu ia precisar deixar aquele colégio. Ele estava endividado com a escola, que não aceitou fazer minha matrícula para o ano seguinte. Eu fiquei muito mal! Quase entrei em depressão. Aquele “lugar” era tudo pra mim… onde eu encontrava as pessoas que eu gostava, enfim…

Cheguei a fazer uma oração, a falar com Deus…nunca fui de decorar rezas e ali eu comecei a falar com Deus e dizer que Ele não podia deixar que isso acontecesse comigo. Eu não estava entendendo por que Deus tinha permitido essa situação, mas não teve jeito. Fui para o Mackenzie e, meio tímido, aos poucos ganhei novos amigos e descobri depois que Deus tinha um propósito em tudo isso e esse propósito tinha que se cumprir na minha vida.

O grupo de amigos que eu fiz era evangélico e eu não tinha a menor ideia do que isso significava. Eu era realmente muito desligado desse assunto. Um dia eles me convidaram para um acampamento da Igreja Batista Maanaim e me despertou uma vontade muito grande de estar junto com eles. Abro parênteses aqui para dizer que eu falava muito palavrão e também gostava de beber, antes de me converter ao Senhor.

Lá no acampamento, eu fiquei totalmente perdido! No início tudo parecia muito estranho. No 3º dia teve um culto especial chamado “culto da fogueira” e uma pessoa que eu não conhecia se aproximou e me perguntou se eu queria entregar a vida pra Jesus. Pra ser bem sincero, eu não sabia o que isso significava, mas entendi que aquela pergunta era muito séria. Eu concordei e ele me pediu para repetir uma oração com ele. Eu nunca tinha orado em público…e aí eu confessei a Jesus como meu Senhor e Salvador e fizeram um roda em volta de mim, começaram a pular e a dizer que haveria festa no céu!! Isso me deu uma alegria interior muito grande e eu comecei a ver as coisas de uma maneira diferente.

A partir dali começava a minha transformação. Não precisava mais falar palavrão, beber, fazer o que eu fazia antes…Deus foi trabalhando cada dia mais no meu coração. Já faz mais de três anos que eu me converti. Desde então eu comecei a ir à Igreja e não parei. Eu tinha muita vontade de ler a Bíblia, de buscar e de servir a Deus.

É muito grande o que Deus tem feito na minha vida! Passei no vestibular em uma das melhores universidades do país e através da oração consegui também um estágio na minha área (Sistemas de Informação).

Cada dia que passa eu percebo o quanto é importante o relacionamento com Deus e o aprendizado da Palavra. Sei que o Senhor quer me usar. Ele tem trabalhado na vida dos meus pais. Logo no começo, eles não aceitavam a minha decisão. Era como se eu estivesse traindo a minha família. Mas com o tempo, com meu comportamento, eles tem notado que eu sou uma pessoa diferente hoje, que não precisa de bebida, cigarro ou de falar palavrão pra se divertir…e, ao mesmo tempo, sou uma pessoa normal. A diferença é que eu tenho a presença do Espírito Santo no meu coração.

Eu já tive recaídas, mas todas elas serviram pra eu me aproximar ainda mais de Deus, pois eu aprendi com os erros. Eu reconheço o quanto Ele tem transformado o meu jeito, e o que eu mais peço a Deus é ser exemplo, assim como Jesus foi quando esteve aqui na Terra, andando entre os homens. Creio que ainda há muito o que acontecer, como ver meus pais e meu irmão convertidos através da minha vida. Como está escrito em Atos dos Apóstolos, capítulo 16 versículo 31, “Eles responderam: – Creia no Senhor Jesus e você será salvo – você e as pessoas da sua casa”.

Quero terminar, relatando uma experiência muito marcante que eu tive desde a minha conversão: eu estava deitado em casa e comecei a orar em voz alta e clamar pela presença do Senhor e Ele respondeu minha oração. Era como se Deus estivesse levantando a minha mão direita. Nesse momento, eu sentia o Espírito Santo falando no meu coração para eu não temer porque Ele estava comigo. Foi uma experiência incrível que eu nunca mais vou esquecer!…Senti uma paz e uma alegria muito grandes!! Depois descobri que em Isaías, capítulo 41 versículo 10 está escrito: “Não fiquem com medo, pois estou com vocês; não se apavorem, pois eu sou o seu Deus. Eu lhes dou forças e os ajudo; eu os protejo com a minha forte mão”. Quando eu li esse texto, senti literalmente o Senhor falando comigo!!

Minha caminhada cristã está apenas começando e a minha vontade de buscar, servir e falar do amor de Deus é muito grande porque Ele é o meu Criador, o meu Salvador, que me ama incondicionalmente e não há outro alguém que faça isso por mim!!

A coluna Edificados pela Rocha é escrita por membros da Igreja Batista Maanaim e toda a sexta-feira apresenta um testemunho novo para glorificar o nome de Deus. O leitor tem permissão para divulgar e distribuir esse texto, desde que não altere seu formato, conteúdo e que informe os créditos de autoria. Em caso de dúvidas, contate a Igreja Batista Maanaim. Redigido e revisado por Dimig Alessandra Seidenberger de Almeida.